Rio de Janeiro

Usina de energia solar será instalada na Zona Oeste

Unidade ficará em aterro sanitário desativado e abastecerá prédios públicos, gerando economia anual de R$ 2 milhões ao município

O bairro de Santa Cruz terá uma usina de energia solar, o Solário Carioca, que ocupará o terreno de um
aterro sanitário desativado e abastecerá imóveis públicos da Prefeitura, gerando economia anual de pelo menos R$ 2 milhões aos cofres do município. A produção será usada em cerca de 45 escolas da rede ou 15 Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O edital de licitação de Parceria Público-Privada (PPP) está sendo publicado no Diário Oficial, e a licitação ocorrerá dia 4 de maio.

O investimento privado é estimado em R$ 45 milhões, por um período de 25 anos. A Usina Solar Fotovoltaica (USF) funcionará no modelo de mini geração distribuída de energia limpa e terá potência de 5 megawatts (MW). Ao construir a usina, o município retira do meio ambiente pelo menos 40 mil toneladas de carbono emitidas por ano. A iniciativa é um marco para o Rio cidade que investe em sustentabilidade e, principalmente, uma meta essencial do Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS). Mais de 11 mil painéis deverão ser instalados em um ano, após assinatura do contrato. A Prefeitura do Rio já mapeou ao menos outras quatro áreas para implantação de novas usinas fotovoltaicas do tipo na cidade.

Fonte
Prefeitura do Rio de Janeiro

Rogerio Silva

Rogério Silva é Jornalista, Historiador e Fotografo Profissional. Cursou Marketing Digital na Faculdade Castelo Branco, é morador da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *